21 de Novembro de 2017

Doenças e cuidados com animais no verão

Confira mais posts

Por Fernanda Costa Sousa Zinsly de Mattos, analista técnica na Ourofino Pet

Com a chegada do verão temos enfrentado um clima cada vez mais quente em grande parte do país. Este clima aumenta nossa preocupação com o bem-estar dos animais, pois favorece o aparecimento de insetos, ectoparasitas (pulgas e carrapatos) que, se não evitados, podem ser muito prejudiciais para a saúde dos pets, causando lesões físicas por meio das picadas e participando como vetores na transmissão de doenças.

Estes ectoparasitas podem causar doenças como: erliquiose (doença do carrapato); babesiose, cujos principais sintomas são febre, anemia, perda de apetite; dermatite alérgica à picada de pulgas (DAPP) que apresenta como sinais clínicos a irritação da pele, coceira e queda de pelos, principalmente na região da cauda. Nos cães e gatos que têm dermatite alérgica à picada de ectoparasitas, o controle das infestações nos animais e no ambiente é essencial, pois uma só picada é capaz de desencadear a reação alérgica.

Os pets também sofrem com as picadas de insetos que, além de provocar incômodo, podem transmitir doenças como a Leishmaniose e a Dirofilariose. A Leishmaniose Visceral é um problema de saúde pública cuja importância tem sido mais intensamente destacada nos últimos anos. Atualmente, existem estudos e dados suficientes para sustentar que o os cães devem ser protegidos com coleiras com atividade contra o mosquito-palha. Esse é um dos métodos mais eficazes no combate à Leishmaniose Visceral. Além disso, a vacinação também é muito importante para manter os cães sempre protegidos, evitando assim o desenvolvimento da doença.

Para o controle nos pets, a Ourofino conta em sua linha com dois produtos: o NEOPet, produto com ação pulicida e carrapaticida, de uso tópico à base de Fipronil, e a Leevre, coleira ectoparasiticida à base de Deltametrina e Propoxur indicada para auxílio na prevenção e controle do vetor da leishmaniose e das infestações de carrapatos e pulgas em cães.

Para o controle ambiental da proliferação de insetos como o mosquito causador da Leishmaniose, o recomendado é a limpeza de quintais removendo matéria orgânica que se acumula pela decomposição de folhas e frutos que caem das árvores, tratamento adequado para o lixo doméstico, entre outras medidas.

Além do cuidado no controle dos ectoparasitas e insetos no verão, temos que ter cuidados redobrados com os nossos animais, como manter sempre água limpa e fresca, para hidratar e aliviar o calor ajudando a refrigerar o organismo; evitar passeios em horários de temperaturas mais elevadas (preferir pela manhã e final de tarde); evitar locais quentes e fechados; tosar o pelo do animal (inclusive dos gatos), pois a tosa refresca o animal e facilita o banho; garantir sempre a existência de sombra no local de permanência do animal e não praticar exercícios ou qualquer esforço físico durante as horas de maior calor.

Seguindo esses cuidados com os pets, é possível curtir o verão sem riscos para a saúde e o bem-estar dos animais!

Tags

Comentários

cristina

gostaria de saber se a coleira anti parasitas mata também ovos, larvas e adultos de carrapato.
coloquei a coleira ha mais ou menos uma semana, e encontrei um carrapato adulto morto no chão ontem, e meu cachorro está se coçando mas como ele tem pelo preto e não consegui identificar ferida por enquanto, gostaria de saber se o carrapato colocou ovos, eles irão morrer com a coleira ou preciso colocar mais algum medicamento
obrigada
TERESA CRISTINA

Oi, Cristina!
A coleira Leevre atua no controle dos carrapatos adultos que se alojam nos pets. Para as larvas (parasitas ainda jovens) que ficam no ambiente, o ideal é utilizar inseticidas específicos com ações carrapaticidas. O controle no ambiente deve ser feito constantemente associado ao uso de ectoparasiticidas no seu aumigo.
Para mais informações, converse com o nosso time de especialistas ligando gratuitamente para 0800 941 2000. Obrigado por acompanhar nosso blog.

Maria José Gonçalves

Oi!
Sou Maria José.
Comprei a coleira leevre pra minha cachorrinha, porém não estou podendo usar devido irritação no pescoço dela.
Ela coça muito chegando a sangrar se eu insisti.
Que eu faço?
Agradeço desde já e aguardo retorno.
Atenciosamente,

Oi, Maria José!
A colocação da coleira Leevre pode eventualmente gerar reação local de sensibilização individual e transitória. Nesse caso, recomenda-se a remoção temporária da coleira por uma semana ou até que os sinais de alergia desapareçam. Se após a recolocação do produto a reação local persistir, retire-a e consulte um médico-veterinário.
Para mais informações, converse com o nosso time de especialistas ligando gratuitamente para 0800 941 2000, de segunda a sexta-feira (exceto feriados). Obrigado por acompanhar nosso blog.

Raphael

Minhas cachorras estão com pulgas qual medicamento da ourofino posso fazer uso para as cachorras e para o ambiente.

Oi, Raphael!
Para controle de pulgas, temos em nosso portfólio da linha pet o NEOPet, coleira Leevre e Protetor Pet. Saiba mais em: link.ourofino.com/4b0f3.
Não se esqueça de agendar uma consulta com o médico-veterinário de sua preferência. Somente ele examinará seu amigo presencialmente e assim indicará o melhor tratamento.
Para mais informações, converse com o nosso time de especialistas ligando gratuitamente para 0800 941 2000, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 17h. Obrigado por acompanhar nosso blog.

Márcio J Ferreira

Boa noite,

Com a chegada próxima do verão costumo fazer a profilaxia dos meus pets a fim de que eles não adquiram ectoparasitas nem infecções causadas por mosquitos. Assim, há algum tempo utilizo a coleira e o vermífugo da Ouro fino. Acontece que esta semana (05/11/2017) comprei duas coleiras Leevre para meus cães e ao ler a bula constatei nas indicações para não utilizar o produto após o vencimento. Ao verificar o prazo de validade notei que o produto vence em Janeiro/18. Considerando que o produto tem durabilidade de 6 meses para carrapatos e/ou flebotomíneos e de 9 meses para pulgas, receio que meus cães possam ficar desprotegidos visto que a região em que resido é área endêmica de Leishmaniose. Entrei em contato com a loja onde comprei as coleiras e a mesma não se prontificou trocá-las por já ter aberto o produto, deixando isso a cargo do fornecedor. Caso o fornecedor não faça a troca, gostaria de saber se a empresa não poderia fazê-lo, visto que só acredito na qualidade e eficácia dos produtos Ouro Fino. Desde já agradeço a colaboração de todos.
Cordialmente,
Márcio J Ferreira

Oi, Márcio. Obrigado por nos informar. Para conversarmos melhor sobre o seu caso, por favor, ligue gratuitamente para o nosso 0800 941 2000, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 14h às 17h, e peça para conversar com a nossa Equipe Técnica da Linha Pet.

Margot

Boa tarde,

Comprei duas coleiras Leevre para as minhas duas poodels em final de julho, percebi essa semana que pegaram pulga oque não deveria pois pela validade seria até final de março qual seria a explicação?

Aguardo retorno,

Att
Margot

Oi, Margot. Obrigado por acompanhar o nosso blog;
Para conversarmos melhor sobre o uso do produto e avaliarmos a sua questão, por favor entre em contato gratuitamente pelo 0800 941 2000 e peça para conversar com nossa equipe técnica da Linha Pet (segunda a sexta-feira, exceto feriado, das 14h às 17h).

Deixe o seu comentário

Recebemos o seu comentário e entraremos em contato em até 3 dias. Conte também com o nosso SAC pelo 0800 941 2000.

Erro ao enviar, confira se todos os formulários estão corretos.

  • Doenças de inverno: cuidado com os pets

    25 jun
    2018

  • Cuidados com animais idosos

    18 mai
    2018

  • Infecções de ouvido nos cães

    24 abr
    2018

  • Cuidados com os filhotes: ectoparasitas

    26 mar
    2018

  • Dermatites bacterianas em cães

    16 fev
    2018

  • Anemia em cães

    17 jan
    2018

  • Carregar mais posts