14 jan

Ourofino abre as portas da fábrica para vencedores do 10º PIAC

Em fevereiro, a Ourofino Saúde Animal encerra a 10ª edição do Programa de Incentivo ao Aperfeiçoamento Clínico (PIAC) com a premiação de dois alunos autores dos melhores relatos sobre os efeitos da administração das soluções da empresa nos tratamentos dos pets. Os selecionados, em conjunto com os orientadores, conhecerão a unidade fabril da Ourofino no dia 7.

Durante a visita, os prêmios serão distribuídos aos vencedores: a universidade vinculada ao relato que ficou com o primeiro lugar no ranking receberá um monitor multiparamétrico, e a segunda instituição uma autoclave horizontal analógica e um microscópio binocular; entre os alunos, o vitorioso ganhará um ultrassom para limpeza de tártaro dos animais, já o autor do material que conquistou a segunda posição ficará com um estetoscópio Littman, além de um tablet cada um; os docentes orientadores serão recompensados com um notebook.

O relato campeão desta edição do PIAC é da estudante Renata Cordeiro Lopes, da Universidade Cruzeiro do Sul, localizada em São Paulo. No documento, orientado pelo professor Eduardo Fernandes Bondan, ela compara os resultados da aplicação do cicatrizante Regepil, composto pelos agentes Tartarato de Kentaserina e Asiaticosídeo, com produtos formulados com ativos à base de Rifamicina e composto por Gentamicina, Sulfanilamida, Ureia e Vitamina A no pós-operatório (7 a 15 dias depois da cirurgia) de cadelas que passaram por mastectomia.

Gabriella Rodrigues Duarte de Figueiredo, aluna do Centro Universitário da Grande Dourados (MS), conquistou o segundo lugar da premiação com um relato de caso sobre os efeitos do Regepil em quadros de mastiste necrosante. O uso do anti-inflamatório Doxifin Tabs foi associado ao tratamento, que apresentou efeitos positivos. A estudante foi orientada pela docente Nathália Lopes Fontoura Mateus.

Desenvolvido em parceria com instituições de ensino superior de todo o Brasil, o PIAC propõe o envio gratuito de medicamentos da linha Pet para as universidades com hospitais veterinários. Assim, os alunos das instituições contempladas podem se candidatar à premiação por meio do envio de relatos de caso. Todos os materiais inscritos são analisados internamente pelos técnicos da companhia, que avaliam a relevância das informações levantadas a partir do uso clínico dos medicamentos.

A visita à unidade fabril da Ourofino Saúde Animal acontece com o intuito de apresentar a estrutura da indústria e os processos de fabricação dos medicamentos dedicados aos animais de companhia, segmento em que a empresa atua desde 2000. “O PIAC é mais uma forma de nos envolvermos e colaborarmos para o desenvolvimento do setor veterinário desde a formação desses profissionais. Recebê-los em nossa sede para apresentar todo o processo de fabricação é uma prática que valorizamos para construir e nutrir relações com as pessoas do nosso segmento”, explica Andrea Savioli, Gerente Técnica da Linha Pet.

De 2017 para 2018, o número de relatos enviados cresceu 37%, somando 37 participações de alunos de universidades localizadas em diferentes estados brasileiros. Em 2019, as inscrições serão abertas em março. Mais informações no portal www.ourofinopet.com/piac.

  • Residente do Complexo Veterinário garante 1º lugar no PIAC 2018

    18 jan

  • Ourofino Saúde Animal doa aparelhos auditivos e promove a inclusão no ambiente de trabalho

    28 dez

  • Pensando nos animais, Avenida Paulista terá Ano Novo com fogos sem barulho

    10 dez

  • Relação humanizada entre tutores e pets estimula adoção

    10 dez

  • Ourofino discute comportamento e cuidados com pets no Facebook Live

    26 nov

  • Leishmaniose: como evitar?

    09 nov

  • Tire suas dúvidas sobre Leishmaniose no perfil do Byte Amigo Pet no Facebook

    24 out

  • Ourofino realiza palestra sobre Leishmaniose no Facebook

    23 out

  • Carregar mais notícias