DAPP: Dermatite Alérgica a Picada de Pulga

04 de Abril de 2011

DAPP: Dermatite Alérgica a Picada de Pulga

Confira mais posts

A chegada do clima quente aumenta a preocupação com a proliferação de ectoparasitas tais como pulgas e carrapatos. Uma maior proliferação destes parasitas pode colocar a saúde de cães e gatos em risco uma vez que podem causar diversas enfermidades nesses animais sejam elas parasitárias, infecciosas e alérgicas. A Dermatite Alérgica a Picada de Pulga (DAPP) é uma enfermidade muito comum na rotina dermatológica de clínicas e hospitais veterinários. Quando as pulgas se alimentam de sangue no animal, sua saliva é injetada na pele. A saliva da pulga é a responsável por desencadear a reação de hipersensibilidade, pois nela existem vários componentes antigênicos (substâncias que estimulam a produção de anticorpos). Esse tipo de alergia é pouco observado em animais com idade inferior a seis meses. O sinal clínico mais observado nos animais acometidos é o prurido (coceira) com intensidade que vai de moderada à intensa. Ao se coçar, o animal acarreta o desenvolvimento de lesões secundárias tais como escoriações, feridas com secreção sanguinolenta e crostas. Nos locais de prurido o ato de coçar pode causar hipotricose (fase na pelagem) que evolui para alopecia (falta de pelo). Os locais mais afetados por esta dermatite são: cauda, ânus, região dorsal, coxas, abdômen e pescoço. A DAPP serve como porta de entrada para diversas infecções secundárias, tais como dermatite úmida água, seborréia e piodermite. Em casos crônicos observa-se hiperpigmentação nas regiões acometidas. Diferentes padrões de reação são observados nos gatos como dermatite miliar (lesões papulares generalizadas), alopecia bilateral simétrica ou lesões do Complexo Granuloma Eosinofílico Felino – CGEF (úlcera indolente, placa eosinofílica e granuloma eosinofílico). O diagnóstico da DAPP é baseado na história clínica do animal associado a achados clínicos característicos bem como a presença de pulgas e sujidades das mesmas. O diagnóstico pode ser confirmado através da realização de um teste intradérmico com antígenos da saliva de pulgas. O teste intradérmico em gatos não é muito confiável. É importante diagnóstico diferencial de doenças com sinais clínicos semelhantes tais como dermatites por Malassezia e hipersensibilidades alimentar, medicamentosa e a parasitas internos. No tratamento é frequente a prescrição de antibióticos para tratamento das infecções secundárias, corticosteróides são utilizados para alívio dos sinais clínicos. Além disso, é indispensável a realização de um programa de controle de ectoparasitas tanto no animal acometido, em outros animais que convivem com o mesmo e no ambiente. Por Mariana Diniz, Médica Veterinária e Assistente Técnica da Ourofino Saúde Animal.

Tags

Comentários

Monica

Olá boa tarde. Tenho um cachorro idoso de 13 anos, ele tem alergia a picadas. Já usei várias medicações, fiz várias receitas caseiras, banhos com detergente de coco. Mas nada resolve. Ele tem perda de pêlos nas patas. Fica vermelho, as vezes na carne viva. Agradeço

Olá Monica,

Você deve reforçar o controle ambiental, pois é no ambiente que acontece a reprodução dos parasitas.
O tratamento do ambiente deve ser com uso de algum produto inseticida a cada 10 dias e também deve ser usado o aspirador de pó (a cada 3 dias) em todo o ambiente onde o animal costuma ficar (sofás, cama dos animais, piso, casinhas, tapetes, almofadas). O aspirador vai atuar na fase de pupa, fase do ciclo da pulga onde ela fica imperceptível a olho nu e resistente a produtos químicos, e durante esta fase ela pode ficar viável no ambiente por ate 6 meses.

Um ambiente com pulgas não possui relação direta com o nível de sanidade do local, pois produtos de limpeza convencionais não são satisfatórios para conter a infestação, o que significa dizer que, para fazer o tratamento do ambiente, deve se utilizar produtos específicos para o extermínio desses parasitas.

Segue alguns materiais importantes sobre o controle de pulgas nos pets.

https://www.ourofinopet.com/dicas/pulgas-e-carrapatos-e-preciso-cuidar-do-ambiente/

https://www.youtube.com/watch?v=oDF1I8zk1bs

AMANDY ROCHA PERUZZO

meu cachorro tufao, fica cheio de ferida coceira quando uma pulga morde ele o que eu faço?

Olá Amandy,

Nesse caso é necessário usar no Tufão um antipulgas que age por contato, como por exemplo, o Neopet. Utilizar 1 pipeta a cada 30 dias. E também fazer o controle do ambiente, pois é no ambiente que ocorre a reprodução das pulgas.

O tratamento do ambiente deve ser com uso de algum produto inseticida a cada 10 dias e também deve ser usado o aspirador de pó (a cada 3 dias) em todo o ambiente onde o animal costuma ficar (sofás, cama dos animais, piso, casinhas, tapetes, almofadas). O aspirador vai atuar na fase de pupa, fase do ciclo da pulga onde ela fica imperceptível a olho nu e resistente a produtos químicos, e durante esta fase ela pode ficar viável no ambiente por ate 6 meses.

Um ambiente com pulgas não possui relação direta com o nível de sanidade do local, pois produtos de limpeza convencionais não são satisfatórios para conter a infestação, o que significa dizer que, para fazer o tratamento do ambiente, deve se utilizar produtos específicos para o extermínio desses parasitas.

Segue alguns materiais importantes sobre o controle de pulgas nos pets.

https://www.ourofinopet.com/dicas/pulgas-e-carrapatos-e-preciso-cuidar-do-ambiente/

https://www.youtube.com/watch?v=oDF1I8zk1bs

https://www.livredapicada.com.br/

Nayara

Minha gata tem 18 meses e está com a(DAPP) , gostaria de saber como tratar ? E quais são os medicamentos que ela deve tomar por favor me ajude

Oi, Nayara! Neste caso a prevenção é sempre a melhor opção. Você deve usar uma pipeta com ação por contato, ou seja, a pulga que subir na sua amiga vai morrer por meio do contato do princípio ativo presente na pelagem do animal de companhia e não após picá-la, pois a DAPP é uma alergia á saliva da pulga. Na minha linha de produtos, tenho o NEOPet que age por contato e o intervalo ideal de aplicação para pets com DAPP é a cada 21 dias, durante toda a vida do animal. Você também deve fazer o controle do ambiente, pois é nele em que há a reprodução desses parasitas. O tratamento ambiental deve ser com uso de algum produto inseticida a cada 10 dias e também deve ser usado o aspirador de pó, a cada 3 dias, no ambiente onde o animal de companhia fica (sofás, tapetes, almofadas, cama dos animais e chão, por exemplo). O aspirador vai atuar na fase de pupa, início do ciclo da pulga em que ela fica imperceptível ao olho nu e resistente a produtos químicos. Durante esta fase ela pode ficar viável no ambiente por até seis meses. Um ambiente com pulgas não possui relação direta com o nível de sanidade do local, pois produtos de limpeza convencionais não são satisfatórios para conter a infestação, o que significa dizer que para fazer o tratamento do ambiente devem ser usados produtos específicos para o extermínio desses parasitas. E nesse caso em especial, é muito importante o controle ambiental para evitar que as pulgas se reproduzam. É necessário levar ao médico-veterinário para que ele indique algum produto específico para controlar a alergia causada pelas pulgas.

Renata toscano

A coleira anti pulga age com o mesmo princípio dos medicamentos via oral ou pepita ?
Digo, é necessário que a pulga morda o animal para que ela morra ou a coleira repele a pulga ?
Pergunto pq meu cão tem dapp
Não faz sentido ter que ser picado pq desencadeia a dermatite

Oi, Renata!
Repassei seu contato para meus colegas entrarem em contato com você.

Vanessa perfeito

Sou veterinária e não sei mais qual produto usar nos meus animais, pois não estão fazendo efeito!!! tenho uma cachorra com dapp e gostaria de saber qual produto que devo usar p que as pulgas não cheguem a picá-la, já que a dapp ocorre pela picada / saliva da pulga. Podem me orientar por gentileza? Zap 968838360

Oi, Vanessa!
No portfólio da Ourofino tem o ectoparasiticida NEOPet e a coleira Leevre (link.ourofino.com/4b0f3) para o controle de pulgas e carrapatos, ambos são de uso tópico, cujo ativos atuam por contato, assim, não é necessário que haja a picada dos ectoparasitas no pet para que a eficácia ocorra. No entanto, antes do efeito pulicida de qualquer produto, eventualmente, poderá acontecer a picada das pulgas no animal de companhia e com possibilidades de surgir o processo alérgico.

Indico que, associado aos produtos, seja feito o controle ambiental. O uso de aspirador de pó a cada três dias é uma das opções mais efetivas para a remoção das pulgas ainda jovens que se reproduzem no ambiente.

Obrigada pelo contato.

Lucya

Tenho uma cadelinha com 5 anos que pesa uns 7k e esta com Dapp preciso de um remefio ou tratamento obrigada

Olá, Lucya.
Nossa recomendação é que procure um médico-veterinário para que ele possa examinar a sua cadelinha e recomendar o melhor tratamento. Esperamos que ela fique bem logo. Abraços.

Danielle

Boa noite. Tenho uma shitsu de 2 anos e meio, e ela tem Dapp. Sempre temos o cuidado de desinfetar a casa e aplicar o antígona antipulgas mensalmente, porém levamos ela para passear pelo menos uma vez por semana, e aí ela pega pulga. Mesmo as pulgas morrendo por causa do antipulgas, a alergia dela fica intensa, resolve somente com uma injeção antialérgica aplicada pelo veterinário. Porém não é possível levarmos todo mês ao veterinário... há algum remédio para tratarmos essa coceira? Obrigada!!!

Olá, Danielle. Sugerimos que converse com o médico-veterinário que acompanha a sua cachorrinha sobre esta situação, pois ele será o profissional adequado para te dar outras opções para o controle desta alergia.
Obrigado pelo seu contato.

Roque

Boa noite, Meu cão tem alergia a picada de pulga. Já li várias matérias e artigos e em todos eu leio: É necessário fazer o controle os ecoparasitas como se isso fosse plenamente possível. Só é possível se deixarmos um cão ou gato presos dentro de uma casa. O meu cachorro passeia na rua pela manhã e tarde todos os dias, pois não faz suas necessidades dentro de casa e nem no pátio. Não há como eu matar as pulgas na rua. Isso é impossível. Com a chegada do verão a alergia dele piora. Aí eu leio que é necessário usar os venenos para pulgas. Pois bem, até o veneno fazer efeito ele já foi picado dezenas de vezes. Não resolve nada. Eu tenho é que catar ele duas vezes por dia para matar as pulgas. E eu não encontro uma solução para o caso e só leio artigos falando o óbvio que é impossível de ser feito.


Marlene

Minha gata SRD de 1 ano e 9 meses tem placa eosinofílica há pouco mais de um ano. Após vários tratamentos com antibióticos e antiinflamatórios levei-a a um veterinário dermatologista que confirmou o diagnóstico e receitou Prednisolona e posteriormente a Cefalexina, sendo que o último ela não aceitou por conta de sabor e cheiro desagradáveis. As lesões desapareceram, porém após 13 dias do fim do tratamento com Prednisolona percebi que ela está outra vez com a placa na parte interna da perna, onde inclusive arrancou pelos e na parte externa da coxa. Ela lambe muito esses lugares e está sempre arrancando pelos. O Vet dermato proibiu petscos e ração úmida. Por favor, gostaria muito de receber orientações. Grata.

Olá Marlene, primeiramente gostaríamos de agradecer o seu contato.
A placa eosinofílica é uma reação de hipersensibilidade que pode ser ocasionada por uma picada de inseto e até mesmo pela alimentação. Trata-se de uma afecção de múltiplas causas, dentre estas estão inseridas a sensibilidade individual do animal e predisposição genética. É importante que o animal com este tipo de problema permaneça afastado dos alérgenos tais como as pulgas e alimentos que possam ativar esta hipersensibilidade. Para mantê-lo longe desse alérgenos é imprescindível o uso frequente de ectoparasiticidas em um intervalo de 15 a 21 dias bem como a restrição alimentar. Infelizmente não podemos nos aprofundar muito na questão terapêutica pois não estamos em contato com o paciente para um minucioso exame, mas certamente o especialista que o atendeu já realizou. As vezes o tratamento pode se prolongar de acordo com a resposta do animal, é indispensável que seu pet seja frequentemente avaliado pelo médico veterinário para que ele verifique se houve evolução e se é necessário fazer tratamento com outro(s) medicamento(s).
Esperamos ter te ajudado e desejamos melhoras ao seu bichano!

Fesviler

viagra kaufen
<a href="http://viagraonline-us.com" rel="nofollow">buy viagra online
</a> viagra 5mg cost sort by
- buy viagra


Isabella

Olá, minha cadela tem DAPP e parece estar avançada ( pois há muitas areas do pescoço avermelhadas e toda a area da barriga esta com uma crosta preta ), gostaria de receber informações sobre como tratar e com quais remédios !
Obs : ela pesa 20kg e é de porte médio/grande
Obrigada desde já !

Olá Isabella,
Orientamos que você procure a ajuda de um médico veterinário para avaliar o caso.

Att,

Regina Freitas

Ola, boa tarde.

Tenho uma cadelinha york shire de oito anos, que pesa dois kg e tem dapp. Gostaria de receber, se possivel, orientações e nome de algum remédio para trata-la.

Grata,

Regina Freitas

Olá Regina,
A prescrição de medicamentos deve ser feita somente por um médico veterinário.

Att,
Ourofino

Cris Santos

Boa tarde,
Eu tenho um cão de 7 anos com Dapp. Gostaria de orientações sobre sobre antibioticos para tratamento, além de algo para auxiliar no cicatrização.
Obrigada.

Prezada Cris Santos,

É com grande satisfação que recebemos seu contato.

Recomendamos que relate suas suspeitas e dúvidas a um Médico Veterinário, que terá condições de realizar o correto diagnóstico, indicar o tratamento mais adequado e responder suas dúvidas.

Estamos à disposição para mais informações.

Bianca Naves

Oi, bom dia
Tenho um cachorro SRD de 3 anos e ele tem DAPP. Já fizemos todos os tratamentos possíveis e não conseguimos sanar o problema. Gostaria de orientações sobre algum tratamento via oral para que ele consiga ficar bem, pois externamente está tudo ok: damos banho 1X semana, aplicamos antipulgas porém sem sucesso. Ele já tem inclusive falhas de pelo nas costinhas e algumas crostas também. Por favor, me orientem se possível pois não consigo mais vê-lo daquele jeito.
Obrigada pela atenção.
Bianca

Prezada Bianca,

É com grande satisfação que recebemos seu contato.

Orientamos que seu animal seja avaliado por um Médico Veterinário, pois após realizar exames dará o correto diagnóstico e indicará o tratamento mais adequado.

Estamos à disposição para mais informações.

Mauro B Gomes

Ola, boa tarde.Tenho uma cadelinha de cinco anos,que pesa cinco kg e tem dapp. Gostaria de receber, se possivel, orientações e remedios para tratar da bichinha.Atenciosamente, Mauro B Gomes.

Olá Mauro, obrigado pelo contato.
Confira em seu e-mail as orientações.

Kely

Olá gostaria de saber se a DAPP é congênita, ou sjea, se ela é transmitida genéticamente pelos apis aos filhotes? Obrigada.

Olá Kely,
E seu e-mail estão algumas orientações da nossa equipe.
Um abraço.

Deixe o seu comentário

Recebemos o seu comentário e entraremos em contato em até 3 dias. Conte também com o nosso SAC pelo 0800 941 2000.

Erro ao enviar, confira se todos os formulários estão corretos.

  • Osteoartrite em cães e gatos

    Osteoartrite em cães e gatos

    13 nov
    2019

  • Como proteger seu pet e sua família da leishmaniose visceral

    Como proteger seu pet e sua família da leishmaniose visceral

    09 out
    2019

  • A importância do médico-veterinário

    A importância do médico-veterinário

    11 set
    2019

  • Cuidados durante a gestação canina

    Cuidados durante a gestação canina

    21 ago
    2019

  • Doenças transmitidas pelos carrapatos

    Doenças transmitidas pelos carrapatos

    18 jul
    2019

  • Doenças frequentes em animais geriátricos

    Doenças frequentes em animais geriátricos

    24 jun
    2019

  • Carregar mais posts