Otite canina: principais causas, tratamento e prevenção

20 de Novembro de 2020

Otite canina: principais causas, tratamento e prevenção

Confira mais posts

Por Stella Fonseca , analista técnica na Ourofino Pet

Seu cãozinho está coçando as orelhas de forma frequente, às vezes até chora ao se coçar ou está sacudindo muito a cabeça? Estes podem ser alguns dos sinais de otite canina.

Uma das doenças inflamatórias mais comuns em cães, principalmente das raças Cocker Spaniel, Basset Hound, Golden Retrivier, Dachshund por apresentarem as orelhas pendulares, peludas e/ou caídas, que irá favorecer a umidade do canal auditivo e contribuir para o aparecimento de bactérias e fungos, estes microrganismos que estão presentes normalmente em pequena população nos ouvidos de cães, porém em quadros de otites, são encontrados em maior quantidade.

Outros fatores como traumas, alergias, tumores, presença de parasitas (ex. carrapatos) ou de algum corpo estranho no ouvido do animal também podem causar otite.

É importante reforçar que qualquer raça está sujeita a desenvolver essa patologia, que pode evoluir e ser curada de forma rápida ou por conta de alguns desafios no tratamento como a falta de disciplina dos tutores nas aplicações dos medicamentos, a não adaptação do animal ao tratamento e devido às falhas em medidas preventivas, pode se tornar crônica, demorando um longo período para ser curada.

 

E quais são os principais sintomas e comportamentos manifestados pelos cães com otite?

- Coceira intensa na região da orelha: o cão se coça muito, balança e esfrega a cabeça em móveis e/ou no chão

- Ferimentos ao redor das orelhas, causados pela coceira constante

- Presença de secreções, cera em excesso e/ou pus no ouvido

- Mau cheiro, vermelhidão, escurecimento ou aparecimento de crostas no ouvido

-Dor e inchaço na região da orelha

-Falta de apetite, perda de peso e queda da qualidade de vida, em consequência da dor

-Surdez em casos mais graves

 

Ao observar qualquer um destes sinais clínicos, o tutor deverá levar o pet para uma avaliação do médico-veterinário que, pelos exames, irá identificar qual o agente causador da otite e então indicar o tratamento adequado com o uso de anti-inflamatórios, antibióticos, antifúngicos e analgésicos associado a produtos específicos para a limpeza dos ouvidos.

Soluções Ourofino no tratamento e prevenção das otites

Pensando no tratamento das otites, a Ourofino Pet tem em sua linha o produto Aurigen, gel otológico de uso tópico para cães, que apresenta ação antibacteriana, anti-inflamatória e anti-fúngica, à base de Gentamicina, Betametasona e Miconazol.            

Outra opção disponível é o produto Auritop, de uso tópico, indicado para cães e gatos, à base de Ciprofloxacina, Fluocinolona, Cetoconazol e Lidocaína, que apresenta ação antibacteriana, anti-inflamatória e anti-fúngica, ambos os produtos sendo indicados para o tratamento das otites agudas e/ou crônicas.  A escolha do produto adequado e o modo de uso deverão ser estipulados de acordo com as orientações e acompanhamento do médico-veterinário. 

Ainda dentro do protocolo de tratamento e prevenção das otites caninas, recomenda-se a limpeza rotineira dos condutos auditivos, com o uso de produtos específicos que permitam uma limpeza suave e sejam compostos por substâncias que promovam hidratação e que acalmem a pele, assim como é o Limp & Hidrat, solução para limpeza de ouvidos de cães e gatos, à base de Extrato de Aloe Vera, Extrato de Tília, Saponinas vegetais e Óleo Essencial de Lavanda, indicado para limpeza, hidratação e desodorização dos ouvidos. Recomenda-se a limpeza dos ouvidos com Limp & Hidrat na frequência média de uma vez por semana, podendo esta frequência ser alterada de acordo com as características individuais do animal ou a critério do médico-veterinário.

Como medidas de prevenção das otites, manter a limpeza rotineira dos ouvidos do seu animalzinho é essencial, além de evitar brincadeiras e atividades na água, principalmente para as raças citadas acima e tomar os cuidados necessários na hora do banho, mantendo sempre os ouvidos secos. Caso haja a presença de pelos em excesso nas orelhas, levar o cão para uma tosa higiênica é uma ótima ideia, além de manter as visitas frequentes ao veterinário que são parte importante de prevenção desta e de tantas outras doenças.

 

Quer saber mais? Aperte o play e assista ao #AmigoPet

Tags

Deixe o seu comentário

  • Quem é fã de maltês?

    Quem é fã de maltês?

    25 nov
    2020

  • Skin care para pets com peles secas

    Skin care para pets com peles secas

    24 nov
    2020

  • Alô puglovers. Vamos falar sobre cuidados com a pele?

    Alô puglovers. Vamos falar sobre cuidados com a pele?

    18 nov
    2020

  • Skin Care para pets com pele oleosa

    Skin Care para pets com pele oleosa

    18 nov
    2020

  • Simpático e brincalhão! Esse é o Westie

    Simpático e brincalhão! Esse é o Westie

    11 nov
    2020

  • Fã de Gato Persa?

    Fã de Gato Persa?

    05 nov
    2020

  • Carregar mais posts
Cadastre seu e-mail e receba nossa newsletter.