Cuidados durante a gestação canina

21 de Agosto de 2019

Cuidados durante a gestação canina

Confira mais posts

Por Fernanda Mattos , analista técnica na Ourofino Pet

A gravidez é um momento delicado para qualquer espécie, inclusive para os pets. Durante a gestação canina que dura em média 60 dias, a cadela precisa de cuidados especiais.

Durante a gestação há aumento da demanda metabólica, devido mudanças fisiológicas na fêmea e às exigências para o crescimento fetal. Sendo assim, a cadela prenhe deve receber uma ração especial mais calórica e com alto teor de proteína e de cálcio. Portanto, as rações para filhotes são ideais para suprir as necessidades da futura mamãe.

Para a cadela gestante, as deficiências ou o fornecimento inadequados de vitaminas ou minerais podem resultar em anemia, complicações no parto ou até mesmo a morte. Para o embrião e feto, podem resultar em reabsorção embrionária, aborto, retardo no crescimento intra-uterino, malformações e imunocomprometimento.

O ácido fólico é uma vitamina indispensável para fêmeas gestantes e lactantes, pois ajuda a diminuir o risco de lesões no tubo neural do feto, prevenindo doenças, na formação da placenta e no desenvolvimento do DNA.

Na nossa linha de produtos, temos o Metacell Pet, suplemento vitamínico mineral composto por: vitaminas do complexo B (como o ácido fólico, vitamina B2, B6 e B12), e os Minerais (ferro, cobre, cobalto e zinco quelatados), excelentes para auxiliar no processo de hematopoiese, ou seja, formação das hemáceas sanguíneas. Sendo assim, Metacell Pet é um suplemento composto por vitaminas e minerais indicados para animais gestantes, lactantes, em estados de convalescença, além de auxiliar na perfomance de animais atletas e na recuperação de animais com anemia.

Durante a gestação recomenda-se também que a cadela faça atividades físicas leves, como pequenas caminhadas, para fortalecer os músculos, facilitar o parto e garantir o bem-estar animal. Próximos aos 60 dias de gestação é hora de começar a se preparar para o nascimento dos filhotes. Neste momento a futura mamãe começará a preparar o ninho, sendo importante deixá-la calma e confortável nos seus lugares favoritos.

Cerca de um dia antes do parto a temperatura corporal da mamãe vai baixar e ela pode ficar ofegante, indicando que está sentindo as contrações. Muitas cadelas ficam sem apetite poucos dias antes de dar à luz.

Durante o parto deixe a cadela bem à vontade, pois a maioria das cachorras sabem o que fazer. A presença do tutor é de monitoramento, portanto preste atenção a qualquer sinal de anormalidade durante o processo. Se notar que a cachorra esta sentindo muita dor, tremendo ou chorando procure um médico veterinário. Além disso, é importante ficar atento ao intervalo de nascimento entre os filhotes, pois ele não costuma passar de 2 horas.

Ao nascerem os filhotes, as próprias cadelas cortam os cordões umbilicais com os dentes e costumam comer a placenta. O ato de lamber os filhotes é uma forma de estimular os movimentos musculares e a respiração.  É comum que a cachorra não deixe ninguém se aproximar dos filhotes recém-nascidos, portanto é preciso ter cuidado e respeitar o espaço dela, evitando estresses e maiores problemas. Com o tempo, a cachorra percebe que o dono só quer ajudá-la e permite a aproximação.

Após o parto, a primeira providência a tomar é manter a higiene do local onde o animal deu à luz, e verificar se todos os filhotes estão bem.

Tags

Deixe o seu comentário

Recebemos o seu comentário e entraremos em contato em até 3 dias. Conte também com o nosso SAC pelo 0800 941 2000.

Erro ao enviar, confira se todos os formulários estão corretos.

  • Osteoartrite em cães e gatos

    Osteoartrite em cães e gatos

    13 nov
    2019

  • Como proteger seu pet e sua família da leishmaniose visceral

    Como proteger seu pet e sua família da leishmaniose visceral

    09 out
    2019

  • A importância do médico-veterinário

    A importância do médico-veterinário

    11 set
    2019

  • Doenças transmitidas pelos carrapatos

    Doenças transmitidas pelos carrapatos

    18 jul
    2019

  • Doenças frequentes em animais geriátricos

    Doenças frequentes em animais geriátricos

    24 jun
    2019

  • Osteoartrites em gatos

    Osteoartrites em gatos

    14 mai
    2019

  • Carregar mais posts