Disbiose intestinal em cães e gatos

04 de Fevereiro de 2020

Disbiose intestinal em cães e gatos

Confira mais posts

Por Fernanda Mattos, analista técnica na Ourofino Pet

Os microrganismos presentes no trato gastrointestinal (TGI) mantém relações simbióticas, nutrindo-se dos componentes de alimentos não digeridos e das secreções do TGI, podendo encontrá-los associados intimamente com o epitélio ou livres no lúmen intestinal.

Em condições normais estas populações se encontram em equilíbrio, no entanto em condições de estresse as populações comensais tendem a diminuir e as nocivas a proliferar. Esse desequilibrio  é chamado de disbiose e reflete-se negativamente na saúde do pet. A Disbiose pode ser induzida por fatores como a má nutrição, estresse, infecções gastrointestinais, administração de antibióticos, doença predisponente e imunossupressão.

O uso de probióticos vem ganhando popularidade como uma forma de medicina complementar ou alternativa e gradativamente tem se tornado parte da terapia médica convencional e na prevenção de doenças que provocam Disbiose. Os probióticos foram definidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como suplementos microbianos vivos que afetam beneficamente o pet hospedeiro e assim melhora o equilíbrio microbiano gastrointestinal. Além disso, eles são capazes de inibir microrganismos intestinais patogênicos através da competição por nutrientes e receptores, possuem mecanismos de imunomodulação, melhoram a digestão e equilibram o pH intestinal.

Uma variedade de benefícios à saúde humana tem sido atribuída ao consumo de suplementos probióticos e pesquisas indicam que o mesmo ocorre com os animais de companhia. Por isso, é muito importante que a escolha do probiótico se baseie na qualidade das cepas bacterianas, sendo assim, há no mercado uma opção de probiótico que atende a todas as condições, composta pelas cepas bacterianas liofilizadas, como Lactobacillus acidophilus, Bifidobacterium bifidum, Enterococcus faecium.

Na nossa linha de produtos temos o Biocanis, um biorregulador do trato intestinal dos cães e gatos que melhora as condições gerais de saúde do animal após estresse provocado por alterações de rotina. O Biocanis é um gel probiótico à base de bactérias probióticas, Lactobacillus acidophilus, Bifidobacterium bifidum e Enterococcus faecium. É um produto que contém cepas rigorosamente selecionadas sendo um produto elaborado seguindo padrões de qualidade da alimentação humana, pela Chr. Hansen, uma empresa que há mais de 130 anos é líder mundial em pesquisas de probióticos. A sugestão de dose é que em animais de companhia recém nascidos seja administrado 2 gramas e em animais adultos 4 gramas, repetir em intervalo de 6 a 12 horas ou a critério do medico-veterinário.

Tags

Deixe o seu comentário

  • Importância no controle da dor em cães e gatos

    Importância no controle da dor em cães e gatos

    27 jul
    2020

  • Cicatrização de feridas oncológicas

    Cicatrização de feridas oncológicas

    04 jun
    2020

  • A importância das verminoses caninas na transmissão de zoonoses

    A importância das verminoses caninas na transmissão de zoonoses

    06 mai
    2020

  • #AmigoPet - Coronavírus em cães e gatos

    #AmigoPet - Coronavírus em cães e gatos

    27 mar
    2020

  • Medidas da Ourofino Saúde Animal sobre o COVID-19

    Medidas da Ourofino Saúde Animal sobre o COVID-19

    20 mar
    2020

  • Importância do controle ambiental para prevenção de carrapatos e pulgas

    Importância do controle ambiental para prevenção de carrapatos e pulgas

    10 dez
    2019

  • Carregar mais posts
Cadastre seu e-mail e receba nossa newsletter.