O pet intoxicou. E agora, como faço?

Por Gessica Ariane, analista técnica na Ourofino Pet

23 de Junho de 2021

O pet intoxicou. E agora, como faço?

Seu cão que normalmente é saudável e ativo está vomitando, com aparência deprimida ou cansada? Você pode não ter percebido, mas sua planta deve ter sido “atacada”. Ou seu cachorro pegou aquele bolo de chocolate que estava na mesa e agora está com vômitos e diarreia. A maioria dos cães já ingeriu algo que os deixou doentes. Os pets, como as crianças, dependem de nós para protegê-los de substâncias nocivas, por isso é necessário um esforço para aumentar a conscientização sobre substâncias perigosas e educar os “pais de pet” sobre como lidar com uma emergência. 

Alguns dos venenos mais comuns ingeridos pelos cães e gatos incluem inseticidas, produtos de limpeza doméstica, plantas tóxicas, medicamentos humanos, medicações veterinárias (altas doses, medicações para outras espécies) e até mesmo alimentos humanos podem ser prejudiciais, como o chocolate. Se o seu cão ou gato ingeriu uma substância potencialmente tóxica, estar preparado pode fazer a diferença entre a vida e a morte. Isso significa saber lidar com uma emergência de envenenamento e entrar em contato com seu veterinário imediatamente.  

Se você suspeita que seu animal de companhia ingeriu alguma substância tóxica ou veneno, esteja preparado para responder às seguintes perguntas ao levar seu pet ao serviço veterinário: 

• Nome da substância – de preferência leve a embalagem do produto; 

• Quanto foi absorvido, ingerido ou inalado; 

• Há quanto tempo você acredita que a intoxicação ocorreu. 

Os principais sinais de intoxicação/ envenenamento são vômitos, tremores, salivação excessiva, palidez das gengivas, frequências cardíaca e respiratória alteradas. Pode ocorrer ainda defecação (não em diarreia) por relaxamento de esfíncter anal. 

Casas com pets e crianças devem-se evitar uso de venenos que têm alta chance de causar morte, sendo que os felinos são muito mais sensíveis do que cães e seres humanos! 

Entre os venenos mais comumente utilizados e que podem matar os pets* estão: 

- Aldicarb (popularmente conhecido como chumbinho): é um agrotóxico utilizado de maneira ilegal como veneno para ratos e que tem venda proibida no Brasil desde 2012; 

- Cumarínicos: tem efeito anticoagulante, ou seja, impedem o processo de coagulação sanguínea e matam pois provocam hemorragias. 

*Para venenos com alta toxicidade deve-se levar o pet de maneira IMEDIATA após a constatação de envenenamento, pois estas substâncias matam rapidamente os pets. 

 

Nos casos de intoxicações por plantas, deve-se informar, de preferência, o nome científico que pode ser encontrado em ferramentas de busca na internet. Procura-se pelo nome popular e verifica se a folha da planta que tem em casa é a mesma. Isto é importante, pois algumas plantas são chamadas pelo mesmo nome popular ou a planta pode ter vários nomes populares. Para que o médico-veterinário consiga ter a melhor conduta, a correta identificação da planta é crucial. 

Nos casos de ingestão acidental de medicamentos humanos ou veterinários (altas doses, medicações para outras espécies) deve-se levar o pet ao veterinário e também a caixa e bula do medicamento em questão. Lembrando que em altas doses (mesmo um medicamento apropriado para cães e gatos) pode intoxicar um pet, portanto não administre medicamentos no seu pet sem a orientação de um médico-veterinário! 

O rápido socorro em casos de intoxicação/ envenenamento pode ser decisivo para a sobrevivência do seu pet.

Cabe reforçar que as intoxicações também podem ocorrer por via tópica. Nestes casos o cuidado imediato é banhar o animal com bastante xampu/ sabão para remover a substância do corpo dele. Em seguida levar ao médico-veterinário. Lembre-se: produtos que combatem pulgas e carrapatos no ambiente não devem ser usados no corpo dos pets pois há uma grande chance de intoxicá-los! Para o nossos amigos, produtos apropriados como o NEOPet e a coleira Leevre (apenas para cães) devem ser utilizados!

Torne sua casa e do seu animal de companhia segura contra venenos. Informe-se sobre possíveis produtos de limpeza, plantas que tenha em casa e evite que seu pet tenha acesso a estas substâncias.  
 

Nós da Ourofino Saúde Animal estamos disponíveis para auxiliar quaisquer dúvidas sobre nossos medicamentos tanto para os tutores quanto aos médicos veterinários que necessitem. 

 

Comentários

Antonio Manoel Tavares

Minha cachorra de nome Morena, vivia lambendo a pata e ate arrancando a parte preta de baixo, chegou a ficar na carne viva, fui tratanto até recontituir outra pele, porém depois de praticamente sarada, inchou que está aponto de estourar a patinha, causando assim ferimentos ainda mais grave. Suspeito ate de farmacológicos. Qual a orientação?

Olá Antônio,

Obrigada pelo seu contato.

Precisamos saber qual a causa que faz a Morena lamber a pata dessa forma. Pois temos que tratar a causa raiz, pois se só tratar a lesão, ela vai continuar lambendo e vai ferir novamente.

Você precisa leva-la ao veterinário para ser examinada, fazer alguns exames, se necessário. E o veterinário vai indicar o tratamento correto. Infelizmente à distancia e sem examinar pessoalmente o animal não é possível saber o que ele tem e nem indicar um tratamento correto.


Acompanhe nosso universo Pet

Publicações que talvez você goste