Dermatites parasitárias em cães


Entre as dermatites parasitárias, a sarna demodécica, mais conhecida como sarna negra, é muito comum. Esta doença é transmitida pela mãe aos filhotes ao nascerem e também de forma genética. Pets com menos de 18 meses de idade estão mais predispostos a desenvolvê-la porque ainda não possuem a formação completa do sistema imunológico.

A parasitose é causada pelo ácaro Demodex canis, eles habitam moderadamente a pele do cachorro. Quando este controle é perdido os ácaros se reproduzem em excesso e isso leva a alterações na pele do pet. Os fatores que contribuem para isso são: estresse, cio, gestação, doenças como câncer e problemas comportamentais, por exemplo, a ansiedade. Entre os sintomas estão áreas de alopecia (sem pelos), principalmente perto dos olhos e do focinho, pele avermelhada, escura ou acinzentada com presença de crostas e, em muitos casos, observa-se a pele mais espessa.

É importante que a sarna demodécica seja devidamente diagnosticada pelo médico-veterinário, pois pode ser confundida com alergia ou outros problemas de pele. Não há um tratamento que extermine completamente ácaro Demodex canis, ou seja, a doença não tem cura, mas pode ser controlada para que animal possa viver uma vida normal.

  • Leishmaniose: saiba como é a transmissão da doença

  • Como combater a propagação do mosquito-palha?

  • Gatos também podem ter leishmaniose?

  • Pequeno, mas causa problemas gigantes

  • Fique atento aos sinais clínicos!

  • Obesidade em pets

  • Carregar mais dicas