Os primeiros meses do pet em seu novo lar


É comum que seu amigo estranhe o novo lar nos primeiros dias, por isso, é importante que ele se sinta acolhido pela nova família. A separação da mãe e dos irmãos pode provocar tristeza e ansiedade. Sendo assim, é preciso ter paciência, além de atenção e carinho com o animal.

Para que o pet se sinta acolhido, deve ser reservado um lugar calmo da casa onde devem ficar a caminha e os outros acessórios dele. A cama ou caixa para dormir precisa ficar em um lugar abrigado, protegido de chuva, vento e fácil higienização. Coloque uma toalha ou cobertor para aquecê-lo nos dias frios. Já os potinhos para água e ração deverão ficar próximos da caminha, porém distantes um do outro para que ao beber água ele não molhe a ração.

As primeiras coleiras e guias devem ser leves e resistentes. Como o filhote cresce muito rápido, verifique semanalmente se ela não está ficando pequena. Além disso, brincadeiras e brinquedos auxiliam na adaptação ao novo lar. Escolha bolinhas de borracha e ossos de couro para a distração e diversão do pet, evitando assim que ele estrague algum objeto de casa. Ofereça sempre brinquedos próprios para animais de companhia para que não corra o risco de soltar pedaços e seu amigo engolir.

  • Sabia que distúrbios psicológicos podem causar diarreia nos pets?

  • Atenção às verminoses

  • Infecções virais: é preciso atenção

  • Conheça os sintomas da leishmaniose visceral

  • Desafios da Leishmaniose Visceral

  • Atenção à Leishmaniose

  • Carregar mais dicas